03 May
Efeitos da Arquitetura: os impactos da urbanização no Brasil
Lido 491 vezes | Publicado em Notícias | Última modificação em 03-05-2017 17:40:04
 
tamanho do texto reduzir tamanho do texto aumentar tamanho do texto
Qualifique este item
(0 votos)

O Observatório das Metrópoles divulga o lançamento do livro “Efeitos da Arquitetura: os impactos da urbanização no Brasil”, que acontece nesta sexta-feira (5 de maio), em Brasília. A publicação é organizada por Vinicius Netto, Thereza Carvalho, Renato T. de Saboya e Julio Celso Vargas e analisa os impactos da Arquitetura na urbanização do Brasil.

A arquitetura, na maioria das abordagens, é considerada a consequência de práticas e decisões: a arquitetura é o efeito. Este livro reverte esta ideia para mostrar que a arquitetura não só produz efeitos, mas que esses efeitos vão muito além do estético e funcional. Ela diz respeito ao que acontece também fora da arquitetura – na “vida entre edifícios”.

Os trabalhos reunidos neste livro trazem relatos de pesquisas de ponta e ensaios teóricos que cobrem o vasto leque dos efeitos da arquitetura e da urbanização: efeitos sobre as dinâmicas sociais, sobre a política do cotidiano, a segurança pública, o meio ambiente, a esfera político-normativa, a segregação e as soluções habitacionais. Reunindo pesquisadores e profissionais da produção urbana, o livro explora, como poucos, os efeitos multidimensionais da arquitetura.

Pela primeira vez na história da humanidade cidades não são construídas como conglomerações de espaços urbanos, mas como edificações individuais. Enquanto as cidades do passado foram construídas pelo acréscimo de novas edificações justapostas ao longo de espaços públicos, as novas áreas urbanas são com frequência agrupamentos de edifícios isolados entre estacionamentos.  Esses edifícios isolados não constroem tecido – e falham em dar suporte ao pedestre e à apropriação do espaço público. Mas essas implicações graves não se limitam aos locais onde vivemos: elas se estendem ao nosso contexto ambiental mais amplo.

Analisando estudos de caso em diversas cidades e regiões brasileiras, o livro traz capítulos nos seguintes eixos temáticos sobre os efeitos da urbanização:

Arquitetura, forma urbana e dinâmicas sociais. A primeira parte do livro trata o espaço urbano como condição de apropriação e vida social, fazendo uso de análises capazes de diferenciar as influências de fatores da configuração espacial sobre dinâmicas sociais.

Polis e esfera pública: as condições urbanas da política do cotidiano. A segunda parte do livro reúne análises interpretativas da relação entre espaços construídos e livres, privados e públicos onde a esfera pública constantemente se constitui.

Forma urbana e segurança pública investiga as implicações da forma urbana e as condições da segurança. A dimensão da reprodução da violência tem importância por tratar da condição espacial da materialização das oportunidades do crime, um problema no qual a arquitetura e a constituição do espaço urbano se tornam ativas.

Pobreza urbana: os efeitos da segregação e das novas soluções habitacionais explora as relações entre segregação espacial, diferenças de renda e composição das redes sociais como parte das causalidades na reprodução da pobreza urbana; e os efeitos da localização e configuração de complexos do Programa Minha Casa Minha Vida sobre a sociabilidade e o comportamento de seus moradores.

Cidade e ambiente traz as implicações ecossistêmicas da forma urbana, das externalidades negativas da expansão urbana sobre tecidos biótico ao desempenho da edificação quanto ao consumo de materiais e seus impactos ambientais, no consumo de energia e emissões.

As responsabilidades da esfera normativa. A seção final do livro discute a fixação de padrões urbanísticos e arquitetônicos marcados por uma a ausência de atenção a sua consequências sobre as dinâmicas cotidianas da cidade, apontando relações entre políticas, forma e vida social, e as alterações de legislação necessárias para a atenção aos efeitos da arquitetura e da urbanização.

O livro “Efeitos da Arquitetura: os impactos da urbanização no Brasil” pode ser adquirido no site da FRBH Editora.

 



Etiquetado como:
O laboratório da Coordenação Nacional da Rede INCT Observatório das Metrópoles está temporariamente fechado, por conta do incêndio ocorrido, no começo de outubro, no Prédio da Reitoria da UFRJ.

Pedimos que os contatos sejam realizados pelos seguintes e-mails:

Elizabeth Alves
beth@observatoriodasmetropoles.net

Assuntos administrativos

Karol de Souza
karol@observatoriodasmetropoles.net

Assessoria de Comunicação

Breno Procópio
comunicacao@observatoriodasmetropoles.net

Assuntos Acadêmicos

Juciano Rodrigues
juciano@observatoriodasmetropoles.net