13 Jul
Manifestos urgentes: caligrafia impressa sob(re) a pele urbana
Lido 755 vezes | Publicado em Novidades | Última modificação em 13-07-2017 12:13:14
 
Caligrafia urbana Crédito: Mariana Corteze
tamanho do texto reduzir tamanho do texto aumentar tamanho do texto
Qualifique este item
(0 votos)

Na seção especial da Revista e-metropolis nº 29, Mariana Corteze traça uma espécie de cartografia da resistência cotidiana, cujas vozes se materializam nos gestos teimosos das “fixações”. Insubmissa a classificações, ordenamentos e regulações, essa caligrafia, que brota de corpos igualmente insubmissos, vem rasurar a ideia da cidade do pensamento único e a noção utilitarista e cosmética sobre a arte, questionando o status quo e fazendo das ruas um lugar de debates, embates e de outros modos de vida urbana.

Mariana Danuza Corteze ( Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ) é graduada em Estudos Artísticos pela Universidade de Coimbra (UC) e em Artes Visuais pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), onde atualmente é mestranda bolsista Capes, na linha de Processos criativos e poéticas do cotidiano.


EDIÇÃO Nº 29

INTRODUÇÃO

Por Mariana Danuza Corteze

Se por hipótese indomável expandíssemos os limites do tradicional conceito de arte, nos defrontaríamos não mais com o dispositivo, mas sim com a fissura que põe à prova e desvela contramodelos de comportamentos hoje tão urgentes. Tal conduta exalta uma disposição corporal, um recorte de espaços e de tempos singulares que revela um conhecimento sensível político, seja porque evidencia os enigmas da dominação ou porque sai dos seus lugares próprios para transformar-se em prática social. É no embaralhamento dessas fronteiras, confundindo os papéis e propondo a emancipação dos sujeitos que a arte contemporânea – e todas as suas competências artísticas – tende a sair do seu domínio e a trocar de lugares e poderes. Podres poderes, diria Caetano. Logo, reconfiguremos o aqui e o agora: nossas expressões artísticas, nossos espaços de atuação, nossa cidade.

 

 

Veja a seção especial completa no site da Revista e-metropolis.



Etiquetado como:
O laboratório da Coordenação Nacional da Rede INCT Observatório das Metrópoles está temporariamente fechado, por conta do incêndio ocorrido, no começo de outubro, no Prédio da Reitoria da UFRJ.

Pedimos que os contatos sejam realizados pelos seguintes e-mails:

Elizabeth Alves
beth@observatoriodasmetropoles.net

Assuntos administrativos

Karol de Souza
karol@observatoriodasmetropoles.net

Assessoria de Comunicação

Breno Procópio
comunicacao@observatoriodasmetropoles.net

Assuntos Acadêmicos

Juciano Rodrigues
juciano@observatoriodasmetropoles.net