17 Jul
Observatório Porto Alegre debate financeirização da metrópole
Lido 497 vezes | Publicado em Notícias | Última modificação em 17-07-2017 16:37:40
 
Debate do Núcleo Porto Alegre sobre o tema da financeirização urbana Crédito: Núcleo PoA
tamanho do texto reduzir tamanho do texto aumentar tamanho do texto
Qualifique este item
(0 votos)

 

A equipe do Núcleo Porto Alegre realizou, no mês de junho, debate sobre a financeirização da produção da metrópole, tema que integra o novo programa de pesquisa do INCT Observatório das Metrópoles, vinculado ao Programa INCT/CNPq. A proposta do encontro foi apresentar as bases teóricas e metodológicas da rede nacional para os 30 pesquisadores do Núcleo PoA que estão envolvidos nas diferentes linhas temáticas e projetos de pesquisa.

O evento contou com a participação do vice-coordenador nacional da Rede Observatório das Metrópoles, Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro, que proferiu a palestra “Financeirização e a Mercantilização da Produção da Metrópole Brasileira na Inflexão Neoliberal”.

Também foi discutida a temática dos regimes urbanos como forma de subsidiar os pesquisadores e o núcleo na elaboração do projeto local do programa de pesquisa “As Metrópoles e o Direito à Cidade na inflexão da ordem urbana brasileira”. Dúvidas e sugestões sobre o tema foram colocadas pelos participantes da reunião.

De acordo com o professor Paulo Roberto Soares, o Núcleo Porto Alegre pretende reunir-se periodicamente tratando dos temas mais relevantes da pesquisa e ampliando o debate interno sobre a questão da financeirização e da mercantilização da produção da metrópole. Estas são atividades internas da equipe, as quais se combinam com atividades abertas à comunidade e que debatem temas relevantes da questão urbana e metropolitana.

Para o professor Luiz Cesar de Queiroz Ribeiro, o encontro foi importante porque mostra as articulações locais para implementar o novo programa da Rede Observatório das Metrópoles voltado para o tema do direito à cidade em um contexto de crise e inflexão da ordem urbana brasileira. "A expectativa é que novos encontros e debates sejam realizados pelos núcleos locais para viabilizar uma unidade teórica e metodológica nesta nova etapa de pesquisa".

Os pesquisadores do Núcleo PoA são oriundos de diferentes programas de pós-graduação (Geografia, Sociologia, Planejamento Urbano e Regional) e grupos de pesquisa (Saúde Urbana, Economia Urbana) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, da Fundação de Economia e Estatística (FEE-RS), da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Universidade La Salle, além de outras instituições e entidades.

COLETIVO A CIDADE QUE QUEREMOS PORTO ALEGRE



O Núcleo Porto Alegre da Rede Observatório das Metrópoles passou a integrar o Coletivo A Cidade que Queremos PoA com o propósito de atuar no monitoramento urbano local — com ênfase na defesa dos temas relativos ao direito à cidade.

O Coletivo A Cidade que Queremos foi criado por organizações e movimentos sociais de Porto Alegre em 2015 como um espaço público de articulação e debate da cidadania sobre o presente e o futuro da cidade de Porto Alegre. De caráter plural, e sem filiação partidária, o coletivo adota a diversidade de demandas, de proposições e das formas de ação coletiva relativas às políticas públicas e a ocupação e uso do espaço urbano, sempre orientados pelos princípios que historicamente constituíram a luta nacional pela reforma urbana, pela gestão democrática das cidades e pelo respeito ao ambiente natural, preceitos esses consagradas na Constituição de 1988 e posteriores regulamentações, como é o caso do Estatuto da Cidade, lei que deve ser seguida pelos municípios do país.

Para mais informações, acesse o site aqui.



Etiquetado como: