02 Oct
#chamada: Participação política e movimentos sociais no Brasil
Lido 636 vezes | Publicado em Chamadas | Última modificação em 02-10-2017 21:10:26
 
tamanho do texto reduzir tamanho do texto aumentar tamanho do texto
Qualifique este item
(0 votos)

A IDÉIAS – Revista do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UNICAMP – informa que está aberta a chamada para artigos referente ao Dossiê temático Participação política e movimentos sociais no Brasil contemporâneo, a ser publicado no 1º semestre de 2018. O prazo para envio de trabalhos vai até 31 de dezembro de 2017.

 

Dossiê temático: Participação política e movimentos sociais no Brasil contemporâneo

Organização: Camila Gonçalves De Mario (Anhembi/Morumbi; UNESP), Thiago Aparecido Trindade (UnB), Francisco Tavares (UFG)

Mais informações no link:

https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ideias/announcement/view/132

I. Orientações gerais:

1. Originais devem ser submetidos até 31 de dezembro de 2017. Observação: este prazo aplica-se apenas para artigos destinados ao referido dossiê. Artigos com temática livre, bem como resenhas, traduções e entrevistas permanecem acolhidos em FLUXO CONTÍNUO, isto é, podem ser submetidos a qualquer tempo.

2. A Revista Idéias segue um rígido procedimento de avaliação no qual é mantido o anonimato entre autorxs e pareceristas (double-blind peer review). Nesse sentido, quaisquer identificações (incluindo afiliações e citações a si próprix) devem ser suprimidas do manuscrito e enviadas num documento em separado;

3. As normas de publicação e diretrizes para autores devem ser consultadas em:

https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ideias/about/editorialPolicies

4. O ato de submissão implica autorização para publicação, exclusividade em nível internacional e acordo pleno com as normas e a política editorial da Revista Idéias, bem como ciência de que xs autorxs são inteiramente responsáveis pelas visões e juízos expressos em seus textos;

5. A publicação dos originais aprovados estará sujeita à decisão do corpo editorial da Revista Idéias;

6. ATENÇÃO! Todas as submissões devem acontecer exclusivamente através do e-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. . Submissões por correio ou pelo site da revista no sistema OJS serão desconsideradas para a presente edição;

II. Dossiê temático: Os estudos teóricos e empíricos sobre participação política ganharam impulso nas Ciências Sociais brasileiras a partir do início da década de 1990, o que se deve especialmente à democratização do regime político e à promulgação da Constituição de 1988, considerada o marco fundamental no processo de criação e difusão de inúmeros espaços institucionais de participação popular junto ao sistema político. Com a vitória eleitoral do Partido dos Trabalhadores nas eleições presidenciais de 2002, as oportunidades de inserção institucional para os ativistas sociais se ampliaram ainda mais, o que fez com que a participação institucional se tornasse um elemento rotineiro da interação entre Estado e movimentos sociais no Brasil, em que pese o caráter controvertido quanto à potencialidade desses mecanismos para fins de uma redefinição subjetiva e objetiva quanto ao exercício do poder político e à capacidade de influência sobre os rumos do Estado e da economia. Este fenômeno fez com que a sociologia e a ciência política (especialmente esta última) direcionassem o foco dos estudos sobre participação política para a dimensão institucional, colocando as inúmeras modalidades de instituições participativas - inauguradas após a Constituição de 1988 - no centro do debate sobre a participação.

Após o ciclo de protestos cujo ápice ocorreu em junho de 2013, porém, essa linha de estudos parece ceder terreno em sua anterior prevalência nas pesquisas referentes à participação política. O aumento recente do número de trabalhos sobre protestos e práticas políticas confrontacionais transgressivas parece demonstrar que os estudiosos sobre participação “(re)descobriram” as ruas após os eventos ocorrentes em 2013. Em consonância com este contexto, o dossiê temático tem como objeto reunir artigos que promovam reflexões teóricas e empíricas sobre os sentidos da participação política na sociedade brasileira, em suas múltiplas dimensões, tanto institucional como extrainstitucional.

Por um lado, é certo que os limites e desgastes experimentados pelo arranjo institucional e partidário próprio à Nova República e pelos espaços de participação social vinculados ao aparato social sugerem um olhar científico comprometido com fenômenos como ocupações, manifestações, boicotes e afins. Por outro lado, deve-se indagar o quanto a literatura ganharia com o “abandono” dos estudos sobre participação institucional. Como pensar em agendas de pesquisa capazes de captar a dinâmica cada vez mais complexa de combinação entre práticas disruptivas de interação com o Estado e de forma mais colaborativas de inserção institucional? Estimula-se, assim, a submissão de artigos científicos cujos objetos concentrem-se sobre a participação social em espaços formais, sobre práticas confrontacionais transgressivas e, em especial, sobre os elos, tensões e complementariedades entre tais modos de ação coletiva.

Mais informações no site da Revista IDEIAS.



Etiquetado como: